March 6, 2012


Desconstruindo Harry (Deconstructing Harry) - 1997 - ★★★★☆
Dirigido por Woody Allen. Com Woody Allen, Kirstie Alley, Stanley Tucci, Demi Moore, Tobey Maguire, Richard Benjamin, Amy Irving, Robin Willians e Billy Crystal.
"Desconstruindo Harry" deveria chamar-se "Desconstruindo Woody". Se, por vezes, não sabemos o que é realidade e o que é fantasia no filme; também não sabemos o que é Harry Block e o que é Woody Allen. A narrativa que trata de inquietações e idiossincrasias do ser humano preza por mostrar um escritor que está com bloqueio criativo; bloqueio que é apenas um reflexo da estagnação de sua própria vida, de histórias mal-resolvidas. Harry tem de enfrentar todos seus problemas; a esposa (Kirstie Alley), o filho, ir a homenagem que sua antiga universidade (da qual foi expulso) vai lhe prestar, a irmã (judia ortodoxa), a memória do pai, o amigo que casou-se com uma antiga paixão.
O mais intrigante de “Desconstruindo Harry” é perceber que se as personagens de Harry Block são livremente inspiradas nas pessoas que já passaram na vida do mesmo; são também inspiradas em momentos da vida do próprio Allen. Como se o filme fosse uma auto-biografia auto-depreciativa. Somente quando passa por todos seus problemas é que Harry pode encontrar suas próprias personagens; e aí então receber os aplausos que todos os seus próximos nunca lhe deram, como num grande “eu te perdôo” de todas as pessoas que já lhe foram próximas. Também é interessante notar que se Harry sai do bloqueio ao final do filme, o próprio Woody Allen passou por uma fase inconstante após “Desconstruindo Harry”, só ultrapassada com a realização de “Match Point”, em 2005.

Desconstruindo Harry (Deconstructing Harry) - 1997 - 

Dirigido por Woody Allen. Com Woody Allen, Kirstie Alley, Stanley Tucci, Demi Moore, Tobey Maguire, Richard Benjamin, Amy Irving, Robin Willians e Billy Crystal.

"Desconstruindo Harry" deveria chamar-se "Desconstruindo Woody". Se, por vezes, não sabemos o que é realidade e o que é fantasia no filme; também não sabemos o que é Harry Block e o que é Woody Allen. A narrativa que trata de inquietações e idiossincrasias do ser humano preza por mostrar um escritor que está com bloqueio criativo; bloqueio que é apenas um reflexo da estagnação de sua própria vida, de histórias mal-resolvidas. Harry tem de enfrentar todos seus problemas; a esposa (Kirstie Alley), o filho, ir a homenagem que sua antiga universidade (da qual foi expulso) vai lhe prestar, a irmã (judia ortodoxa), a memória do pai, o amigo que casou-se com uma antiga paixão.

O mais intrigante de “Desconstruindo Harry” é perceber que se as personagens de Harry Block são livremente inspiradas nas pessoas que já passaram na vida do mesmo; são também inspiradas em momentos da vida do próprio Allen. Como se o filme fosse uma auto-biografia auto-depreciativa. Somente quando passa por todos seus problemas é que Harry pode encontrar suas próprias personagens; e aí então receber os aplausos que todos os seus próximos nunca lhe deram, como num grande “eu te perdôo” de todas as pessoas que já lhe foram próximas. Também é interessante notar que se Harry sai do bloqueio ao final do filme, o próprio Woody Allen passou por uma fase inconstante após “Desconstruindo Harry”, só ultrapassada com a realização de “Match Point”, em 2005.

1 note
Leave Note / Reblog
deconstructing harry desconstruindo harry 1997 woody allen

1 Notes

  1. cinemaparapreguicosos posted this
Real Time Analytics